Chia o mais novo Alimento da Moda

Para quem ainda não conhece, apresentamos a Salvia hispânica ou mais popularmente conhecida, a chia que é uma semente altamente proteica, utilizada por nativos das Américas há séculos atrás. Originária da região Andina. Suas sementes são pequeninas, brancas, acinzentadas ou pretas e podem ser encontradas em países como México, Guatemala, Bolívia, Peru, Colômbia e Argentina.

A chia produz diversos benefícios para saúde e entre eles:

– Controle da glicemia;
– Antioxidante evitando o envelhecimento precoce da pele;

– Combate processos inflamatórios no organismo;
– Regula níveis de colesterol sanguíneo e protege o coração.

E consequentemente a isso auxilia na perda de peso.

chia

Salvia Hispânica

Também é um grão que auxilia no emagrecimento de três formas:

1 – Produz saciedade: suas sementes são mucilaginosas, ou seja, ricas em fibras ao entrarem em contato com a água, formam um gel no estômago. Diante dessa reação, a digestão torna-se mais lenta. Assim, o indivíduo fica satisfeito mais rapidamente e, então, passa a consumir porções menores.

2 – Combate inflamação: toda gordura é resultado de um processo inflamatório do organismo, que deixa de enviar mensagens de saciedade ao cérebro. Assim, perde-se o controle sobre a fome. O ômega 3 presente no grão combate essa inflamação, ajudando o corpo a recuperar o controle sobre o apetite.

3 – Desintoxica: por ser fibrosa, a chia ajuda a regula o trânsito intestinal e limpa o organismo.

Nutricionalmente falando, esta pequenina semente é muito poderosa e possui:

  • 2 vezes mais potássio do que a banana;
  • 3 vezes mais ferro do que o espinafre;
  • 6 vezes mais cálcio do que o leite integral;
  • 8 vezes mais ômega 3 do que o salmão;
  • 12 vezes o próprio peso: é o que ela absorve de água;
  • 15 vezes mais magnésio do que o brócolis;

Como usar a semente?

Sem muito segredo, sua praticidade é singular e tem sabor suave e quase imperceptível o que facilita a sua utilização. Basta misturar as sementes inteiras ou moídas a preparações como saladas, molhos, sucos, frutas picadas, iogurtes, sopas e até pratos à base de massas.

Pode ser encontrada no mercado nas formas de grão, farinha ou óleo. Ao contrário da linhaça, não necessita ser triturada ou cozida. É isenta de glúten, podendo ser consumida por portadores de doença celíaca.

Quanto ao consumo recomendado, duas colheres de sopa por dia (40g) são suficientes para fornecer os benefícios à saúde.

Obs.: Independentemente do jeito que você prefere consumi-la, a chia deve ser ingerida 30 minutos antes de duas das suas principais refeições diárias que escolher (café da manhã, almoço ou jantar).

chiaAtenção! Contraindicação: Por ser uma semente bastante calórica deve ser consumida nas medidas mencionadas acima, pois seu excesso poderá produzir o efeito contrário, ou seja, você ganhará peso em vez de eliminá-lo.

Cuidado! Para potencializar o efeito da chia procure seguir uma dieta equilibrada e praticar atividade física regularmente, além de consultar seu nutricionista.

Artigo apresentado pela Nutricionista Angelita Grebin Ewald no site A Nutricionista

Veja também: Sementes de Chia – Tudo o que você precisa saber

Deixe seu comentário