Colesterol sem remédio é possível?

Todo mundo tem a visão de que o colesterol* é o vilão do nosso organismo, mas a história não é bem assim, essa é uma gordura muito necessária para o organismo, porém que se consumida em excesso pode causar danos à saúde. Ele é necessário para que novas células sejam produzidas, assim como os sais biliares que trata-se de uma substância química produzida pelo fígado que fica armazenada na vesícula biliar, que é responsável por sua vez, por filtrar a gordura do nosso corpo, vitamina D e de hormônios como testosterona e progesterona. Tudo que é em excesso faz mal, com a gordura não seria diferente.

“Vulgarmente, se afirma que existem dois tipos de colesterol: o bom e o ruim, embora esta substância em si não seja prejudicial para o organismo humano, mas absolutamente necessária. Para que entenda a diferença entre estes dois tipos de colesterol; qual o colesterol bom e qual é o colesterol ruim.

O colesterol de lipoproteínas de densidade alta (HDL) é considerado como o colesterol bom, porque recolhe o colesterol não utilizado e devolve-o ao fígado onde é eliminado. Produz-se naturalmente no nosso organismo e ajuda a reduzir o nível de colesterol no sangue.

O colesterol de baixa densidade (LDL), o considerado como o colesterol ruim, é aquele que se acumula nas paredes das artérias, dificultando assim a correta circulação do sangue até ao coração. Desta forma, os níveis elevados deste tipo de colesterol aumentam o risco de sofrer de doenças cardiovasculares, e portanto, é necessário ser controlado.” (www.umcomo.com.br)

Controle seu colesterol sem remédio!

Para que se inicie o controle do colesterol sem a necessidade de medicamentos, a primeira e mais importante mudança que precisa acontecer é na alimentação, pensando nisso, separei uma série de alimentos que ajudam no controle do colesterol alto.

  • Salmão: É um peixe rico em em ômega, não só ele mais o atum e o bacalhau também, essa substância ajuda na redução e controle do colesterol;
  • Soja: muito rica em vitamina E, aumenta os níveis do bom colesterol, o HDL;
  • Tomate: existe uma substância, o licopeno, que reduz o colesterol na corrente sanguínea, além de ajudar na prevenção do câncer de próstata;
  • Frutas cítricas: ricos em fibras solúveis e ainda possui vitamina C em abundância;
  • Frutas vermelhas: possui antioxidantes a vontade, que inibem a oxidação do colesterol ruim, o LDL;
  • Óleos vegetais de canola e girassol: são ricos em fitoesteróis, essa substância inibem a absorção de gorduras na alimentação, o que também favorece a redução do colesterol
  • Quiabo: isso mesmo, quiabo, que não é consumido por muita gente, mais que possui grandes quantidades de fibras solúveis, ajudando na redução do colesterol;
  • Alho: sempre presente nas principais refeições, contém uma substância saponina, que reduz o colesterol LDL (colesterol ruim)
  • Cebola: ajuda na redução do colesterol, além de possuir ação anti-inflamatória impedindo a formação de coágulos sanguíneos
  • Maçã: muito rica em fibras solúveus, além de antioxidantes e flavonoides;
  • Feijão: muito comum na cozinha brasileira, proporciona uma queda acentuada nos níveis de colesterol total e LDL;
  • Abacate: apesar de ser alvo de polêmica, devido ao seu alto valor calórico, ele é rico em ácido oleico, que ajuda na manutenção das taxas corretas do colesterol LDL no sangue;

colesterolAlém de acrescentar esses alimentos em sua dieta, é necessário acrescentar algumas rotinas em sua vida, como a prática de exercícios de forma diária e constante. Pode começar com uma caminhada e depois se preferir pode correr, ou fazer alguma atividade aeróbica. O que não deve acontecer é deixar seu corpo parado, sem se exercitar.

Se você é um amante das massas, você precisa adaptar sua grande paixão, trocar o famoso pão francês pelo pão feito com farinha integral e aveia. Para quem gosta de cozinhar bolos e pães em casa, substitua a farinha de trigo por farinha integral. O óleo de soja pode e deve ser substituído por azeite, o sabor ficará incrível. As frutas devem ser consumidos em maiores porções, além de manter uma alimentação regrada e controlada, com horários corretos. Um pouquinho de disciplina não faz mal a ninguém.

O que evitar ou consumir com moderação?

  • Carnes: precisa ser consumidas com moderação, esqueça as carnes gordas, como: cupim, vísceras, embutidos, peles e gorduras na própria carne;
  • Latícinios: substitua o leite integral por desnatado ou semi desnatado e o queijo amarelo por queijo branco ou ricota;
  • Banha de porco deve ser evitada;
  • Sorvetes, biscoitos doces recheados, chocolate, fast food, frituras em geral e folheados, devem ser evitados. Substitua o sorvete a base de leite por base de frutas, o chocolate branco por chocolate amargo, já as frituras, esqueça-a, passa a fazer os alimentos assados no forno, possui o mesmo sabor e é muito mais saúdavel.

Quer montar um cardápio saúdavel?

Comece evitando o açúcar e substituindo por adoçantes. Os carboidratos precisam ser consumidos com moderação, nunca consuma na mesma refeição por exemplo: arroz, macarrão e batata, consuma apenas uma fonte de carboidratos e se possível busque a sua versão integral. Troque os refrigerantes, sucos já adoçados por sucos integrais ou da própria fruta. Alimentos que são ricos em ômega 3 devem sempre estar presentes na alimentação, a recomendação é por 180g do alimento por refeição. A recomendação para o uso de margarinas ou iogurtes é de apenas 20g por dia. Legumes, frutas e verduras devem ser consumidos a vontade.

Os artigos do Guia Saudável são somente de caráter informativo e orientativo, para saber sobre o seu colesterol procure um especialista para verificar o seu nível. Para mais detalhes e informações sobre outros assuntos voltados a saúde, bem-estar, qualidade de vida entre outras novidades interessantes inscreva-se no nosso Guia.

 

Consultas e fontes:

Minha Saúde – Como controlar o Colesterol e Triglicérides sem remédio
umComo – Qual é o colesterol bom e o colesterol ruim – Sara Viega
Wikipédia – Colesterol*

Deixe seu comentário