Estresse Um Mal Silencioso, Prejudicial a Saúde

Temos apresentado no Guia Saudável, situações, comportamentos e alimentos que controlam o estresse como: Ansiedade, Benefícios da Yoga, vários com Alimentação Saudável e outros assuntos de grande relevância mas, vamos enfatizar esse mal silencioso para melhorar nossa Qualidade de Vida?  

Estresse, todos nós já sentimos. Às vezes, o estresse pode ser uma força positiva, motivando você a ter um bom desempenho em um importante evento ou entrevista de emprego.
Mas muitas vezes é uma força negativa, como por exemplo, quando estamos presos no trânsito.
Se experimentamos o estresse durante um período prolongado de tempo, ele pode se tornar crônico, se você não agir contra.

Uma reação natural – Alguma vez você já se encontrou com as mãos suadas em um primeiro encontro ou sentiu seu coração bater durante um filme de terror?
Então você sabe que pode sentir o estresse em sua mente e corpo.

Esta resposta automática desenvolvida por nossos ancestrais é como forma de nos proteger de predadores e outras ameaças. Confrontado com o perigo, o corpo entra em ação, inundando o corpo com hormônios que elevam a sua frequência cardíaca, aumenta a pressão arterial, aumenta a sua energia (adrenalina) e te prepara para lidar com o problema.

Mas você provavelmente não enfrenta múltiplos desafios todos os dias, como o cumprimento de prazos e pagar contas, que faz seu corpo reagir da mesma maneira. Como resultado, o sistema de alarme natural do seu corpo pode ficar ligado. E isso pode ter consequências graves para a sua saúde.

Pontos de pressão

Mesmo de curta duração, menor estresse pode ter um impacto. Você pode ter uma dor de estômago antes de ter que fazer uma apresentação, por exemplo. Mas um grande estresse agudo, causado por uma briga com seu cônjuge ou um evento como um terremoto ou ataque terrorista, pode ter um impacto ainda maior.

Vários estudos têm mostrado que essa tensão emocional súbita, especialmente raiva, pode provocar ataques cardíacos, arritmias e até morte súbita.  Embora isso acontece principalmente em pessoas que já têm doença cardíaca, algumas pessoas não sabem que têm um problema até que o estresse agudo provoque um ataque cardíaco ou algo pior.

Estresse

Foto: reprodução

 

O estresse crônico

Quando o estresse começa a interferir com a sua capacidade de viver uma vida normal por um período prolongado, torna-se ainda mais perigoso. Quanto mais o estresse durar, pior é, tanto para a mente como para o corpo. Você pode se sentir cansado, incapaz de se concentrar ou irritado sem uma boa razão, por exemplo. Mas o estresse crônico faz com que o seu corpo se desgaste também.

O estresse pode tornar os problemas existentes pior como também pode causar doenças, ou mudanças no seu corpo ou a comer em excesso, tabagismo e outros maus hábitos que as pessoas usam para lidar com o estresse. Em um estudo, cerca da metade dos participantes viram melhorias em suas dores de cabeça crônicas depois de aprender a parar o hábito de produção de estresse, ou pensamentos negativos sobre sua dor.

Outras formas de estresse crônico, como a depressão e baixos níveis de apoio social, também têm sido implicados no aumento do risco cardiovascular. E uma vez que você está doente, o estresse também pode tornar mais difícil para se recuperar.

O que você pode fazer

Reduzir os níveis de estresse não só pode fazer você se sentir melhor agora, mas também podem proteger a sua saúde em longo prazo.

Em um estudo, os pesquisadores examinaram a associação entre o “efeito positivo”, sentimentos como felicidade, alegria, contentamento e entusiasmo. E o desenvolvimento de doença coronária mais de uma década. Eles descobriram que, para cada aumento de um ponto no efeito positivo sobre a escala de cinco pontos, a taxa de doenças cardíacas diminuiu em 22 por cento.

Embora o estudo não prove que o aumento do efeito positivo diminua os riscos cardiovasculares, os pesquisadores recomendam aumentar o seu efeito positivo, fazendo um pouco de tempo para atividades agradáveis ​​a cada dia.

Conclusão

CUIDADO COM O ESTRESSE: UM MAL SILENCIOSO! Identifique sinais de estresse e evite que os sintomas se intensifiquem. Tente se comunicar e criar laços com outras pessoas, descansar e relaxar. Se você continuar a sentir-se oprimido, tente se consultar com um psicólogo ou outro profissional da área que pode ajudá-lo a aprender a gerenciar o estresse de forma eficaz. O especialista pode ajudá-lo a identificar situações ou comportamentos que contribuem para o estresse e, em seguida, desenvolverem um plano de ação para mudar.

Quer saber mais sobre Estresse ou stress – Terminologia / Portal do Coração

2 Respostas para Estresse Um Mal Silencioso, Prejudicial a Saúde

  1. Celso disse:

    Muito bom artigo, vou procurar mais formas de me acalmar!

Deixe seu comentário